Título: Sensacionalista
Autores: Leonardo Lanna, Martha Mendonça, Marcelo Zorzanelli e Nelito Fernandes.
Editora: Belas-Letras
Número de Páginas: 192
Ano de Lançamento: 2016


Hello Cults!

Hoje aqui estou por um motivo muito especial, neste dia 13/06/2016 o Cantinho Cult completa um ano de sua existência. Não estou realizando sorteios e nem nada do tipo durante este ano para comemorar esta data, portanto resolvi vir compartilhar um pouco da história deste blog que é como um filho para mim.

Desde muito nova, eu sempre quis fazer um blog, cheguei a ter alguns com minha amiga Raiara quando éramos pré-adolescentes, posso ate me arriscar a dizer que éramos crianças. Mas nesta época postávamos imagens fofinhas, dolls, candy dolls e falávamos ao vento (hahaha). Mas era divertido, a gente amava e era nosso mundinho. Ano mais tarde, creio que em 2010, o Skoob surgiu e por lá descobri que existia o mundo dos blogs literários e criei um chamado Pão de Mell (Mell é uma referência ao apelido que minha mãe me deu e achava nome de comida legal). Neste blog, eu criei várias colunas voltadas para o lado literário (e talvez um dia eu volte a usar estas ideias), entretanto o blog não perdurou... Depois de um tempo parei de postar coisas nele e ele ficou parado, o deletei neste último ano.

No fim de 2012, fui convidada pela minha amiga Cah a escrever sobre músicas no blog dela, o Fantastic Books, e assim foi por um tempo, mas por motivos da vida eu acabei saindo de lá, o que foi até melhor pois em 2013 eu acabaria deixando a coitada na mão se ainda estivesse por lá. Saí do blog com uma motivação e um desejo, queria criar um blog onde eu pudesse escrever sobre tudo o que me sentisse a vontade, sem me importar se teria seguidores e se o assunto os iria agradar, primeiramente deveria agradar a mim, se agradasse meus seguidores seria apenas consequência. Fiquei por anos querendo criar este blog e sofrendo uma batalha interna se eu deveria ou não. Até que em um impulso, no dia 13/06/2015, eu acabei criando o Cantinho Cult. E depois disso acabei voltando a escrever no Fantastic Books (o amor é muito gente), só que dessa vez sobre livros.

Comecei com o objetivo de postar sempre um dia sim e um dia não, para nunca faltar posts aqui no blog. E continuo com este objetivo, as vezes eu consigo cumprir, outras não e algumas vezes eu sou obrigada a ter posts todos os dias da semana. Fiquei durante algum tempo parada sem postar ano passado, culpa da faculdade (vamos colocar a culpa nela né gente?) e mais para o fim de 2015 voltei com tudo, com a ajuda de minha amiga Bianca que eu havia convidado para ajudar no blog. Alguns de vocês devem se lembrar dela, não é mesmo? Hoje em dia ela já não esta mais aqui no blog, esta se dedicando a outro projeto e em breve estará lançando um blog apenas seu. De inicio, eu não tinha pretensão de divulgar o blog, afinal eu tinha ciência que nem sempre poderia estar 100% dedicada a ele e não queria deixar os seguidores desapontados, mas ao fim de 2015 comecei a divulgar o blog aos sete ventos. E eis que aqui estou hoje, cada dia mais apaixonada por esse universo blogueiro e incapaz de algum dia abandona-lo, pois se tem algo que eu amo é escrever aqui sobre todas as coisas que eu gosto e dividir minha opinião com vocês.

Criar o Cantinho Cult foi uma das melhores coisas que eu fiz, apesar de nova nesse mundo, eu estou fazendo amizade com outros blogueiros e até com autores. Estou aprendendo muito também com essas pessoas e espero aprender cada dia mais. Pode parecer estranho, mas estou sempre pensando no blog o tempo todo e entro mais de uma vez por dia para ver como tudo esta. Ele agora é parte muito importante da minha vida, e me dedico ao máximo para que ele seja como é.

Se o Cantinho Cult esta completando 1 ano, este esforço não se deve apenas a mim... Quero agradecer muitíssimo aos meus pais que sempre me apoiaram com o blog, estão sempre divulgando o blog e tem sempre muito orgulho de dizer para todo mundo que a filha tem um blog onde escreve resenhas sobre livros. Agradeço a amiga Raiara que plantou comigo esta pequena semente que cresceu e virou essa paixão por blogs, a Cah que sempre me ajudou bastante (ainda ajuda) e fez essa paixão crescer e a Biii que fez isso aqui ficar mais bonito, organizado e quebrou muitos galhos. Sou também grata ao autor Alan Borges que mesmo não me conhecendo e mesmo o meu blog sendo pequeno, foi o primeiro autor a confiar no Cantinho Cult. E claro que não poderia me esquecer de Anaté Merger, Lilian Farias, Judie Castilho, Thaísa Lixa, Nuccia De Cicco, Alana Gabriela, Cristiane Krumenauer, Louise Bennett, Petit Editora, Butterfly Editora, Chiado Editora e Lilian Comunica Assessoria de Imprensa e Editorial. E por último, mas não menos importantes, a vocês que estão por aqui todos os dias visitando o CC, mesmo aqueles que apenas leem e nada comentam. 

Vocês são muito importantes para o Cantinho Cult, e claro para mim. Este um ano foi de grande aprendizado e tenho certeza que enconttrei algo que quero fazer para sempre. Este aqui é o meu amorzinho e não pretendo jamais abandona-lo. Gostaria então de terminar esta postagem desejando que o CC exista por muitos e muitos anos, que ele continue sendo um lugar cheio de coisa boas e que todos sempre tenham a certeza que ele vai apenas mudar para melhor e nunca para pior.

FELIZ ANIVERSÁRIO CANTINHO CULT!

Beijinhos e Até a Próxima!

Hello Cults!

Hoje estou aqui para trazer uma novidade para vocês! Esta novidade é  o novo livro da autora Alana GabrielaFlor de Cerejeira. Já estou super curiosa para ler este livro. Vamos conhecer então um pouco mais sobre ele?


Título: Divertida Mente
Ano de Lançamento: 2015
Nacionalidade: EUA


Título: Amor de Cordel
Autora: Andrea Marques
Editora: Pandorga
Número de Páginas: 400
Ano de Lançamento: 2016
Livro cedido em parceria com Lilian Comunica Assessoria de Imprensa e Editorial.

Sinopse:
Aos 38 anos de idade, Carolina Borges achava que tinha a vida perfeita. Casada com Miguel, era feliz mesmo sem ter realizado o sonho da maternidade. No entanto, a convivência com o marido e seu bom desempenho profissional a deixavam satisfeita e segura. O destino lhe prega uma peça e, sem esperar, ela vê sua vida se modificar significativamente. Seu casamento chega ao fim, e sua carreira como terapeuta ocupacional, que sempre lhe proporcionou alegrias, passa a torturá-la. Isso acontece quando o jovem arquiteto Alexandre Bastos entra em seu consultório pela primeira vez, despertando em Carol sentimentos conflituosos que a farão repensar seus valores e a obrigarão a sair de sua zona de conforto para se arriscar em terrenos desconhecidos que poderão colocar em risco sua própria vida. Permeado por traições e intrigas, Amor de cordel é um romance contemporâneo que traz à tona assuntos do universo feminino, além de despertar a paixão até nas mulheres mais modernas e independentes.
Crítica:

Em Amor de Cordel conhecemos Carolina Borges, uma Terapeuta Ocupacional de 38 anos que acaba de se separar do marido que admitiu estar apaixonado por outra e pediu a separação. Arrasada Carol tenta recomeçar a vida e superar a separação. Com o dinheiro do antigo apartamento, que ela é Miguel (seu ex-marido) concordaram em vender e repartir o dinheiro, ela compra um outro apartamento e começa a vida do zero. Tenta se ocupar com a academia, começando a fazer uma aula de Ballet para adultos e faz amizades em seu prédio novo.

Carol trabalha em dois lugares, um deles um hospital público e o outro uma clínica particular. Nesta clínica seu chefe direciona para ela um amigo que sofreu acidente de moto e ele recomenda a Terapia Ocupacional para que ele melhore a mão que está machucada. Até aí, tudo bem. O que Carolina não contava é que este amigo seria o bonitão Alexandre Bastos de 27 anos... loiro, olhos verdes cor de Jade, alto, malhado... Um deus grego não é mesmo? Além de toda essa beleza, ele é super educado, cavalheiro, culto e atencioso, o que desperta mais ainda o interesse de Carol. Porém, ela tenta se conter ao máximo, afinal ele é seu paciente e além disso ela acha impossível que eles possam dar certo já que ele é mais novo e de uma classe social bem mais alta que a dela. É claro que depois de tanto relutar, ela acaba não resistindo as investidas de Alexandre e quando seu tratamento está acabando eles acabam ficando juntos. Mas é como dizem... Felicidade atrai inveja e não vai demorar muito para que algumas pessoas queiram destruir a felicidade dos dois, resta saber se os dois conseguirão sobreviver bem a tudo isso.

Bom, é muito amor por esse livro para conseguir descrever em palavras, mas tentarei. A primeira olhada para o livro as pessoas podem achar que é apenas mais um livro de romance, mas é muito mais do que isso. Aprendi muito com o livro, principalmente sobre Terapia Ocupacional. Confesso, com muita vergonha, que eu achava que era apenas uma atividade que faziam com pessoas idosas para as ocupar mesmo... tipo artesanato e outras artes. Eu estava muito enganada o tempo todo. Terapia Ocupacional pode ter as mesmas atribuições que a fisioterapia, porém com a diferença que busca fazer com o paciente tenha melhorias para facilitar seu dia a dia, sem contar nas adaptações que podem fazer para que pessoa com dificuldades motoras possam se "virar" sozinhas. Adorei também conhecer diversas estórias sobre pessoas que fizeram TO, que eu acredito que sejam baseadas em fatos reais.

Gostei muito do romance construído entre Carolina e Alexandre, pois não foi aquela coisa chata e forçada em que a mocinha joga tudo pro alto e se joga nos braços do mocinho bonitão. Carol tem lutas internas com o que acha certo e errado e isso faz com que demorem a ficar juntos devido a sua ética profissional. Entretanto me irritou muito, várias vezes, a insistência de Carol em não poder se casar com Alexandre porque ela não lhe daria filhos e ele iria querer isso, etc. Eu esperava que até o fim do livro ela teria superado isso, mas parece que não. Alexandre por sua vez nunca havia se apaixonado e é completamente louco por Carolina e isso é visível para todo mundo, menos para ela. Ele faz todas as suas vontades e até tenta adivinhar pensamentos se possível e tudo o que mais quer é se casar com ela.

Simplesmente amei os personagens Gustavo e Lucas, que foram os vizinhos de Carol e melhores amigos dela nessa trama toda. Eles sempre estavam certos e tinham os conselhos certos para dar, mas é claro que nem sempre ela escutou, e o amor dos dois também é muito lindo e inegável.

Adorei como o livro se desenvolveu, eu realizei a leitura de maneira lenta, não que o livro estivesse chato, mas parece que todas as informações e acontecimentos vão se impregnando aos poucos em você e da mesma maneira você vai digerindo aquelas informações. Achei também que a autora foi bem coerente a vida real não deixando nada estranho ou que possa ser questionado. A diagramação deste livro é muito linda e estou apaixonada pelos detalhes no início de cada capítulo. A letra é de certa forma pequena, mas nada que seja impossível de ler e a folha amarelada deixou a leitura fácil também. Encontrei apenas dois erros de escrita, mas coisa pequena e que não afetou em nada minha leitura. E nem preciso dizer que amei esta capa linda que me encantou profundamente.
Escolhi essa foto, pois, apesar de ser um momento muito conturbado da minha vida pessoal devido à separação, ela também mostra que é possível sorrir e esquecer um pouco das próprias dores quando se olha para a felicidade de quem amamos. - Pág. 26
Fui para casa pensando em como as pessoas podem ser tão interesseiras em alguns momentos e se deixar levar pelo próprio egoísmo e não pensar nos sentimentos dos outros. - Pág. 78
Suspirei e vários sentimentos se misturaram no meu peito... a Alegria pelas suas palavras, o amor desmedido que sentia por ele, o receio pelo fim inevitável, a dor que essa perda me traria... mas não falei a respeito, apenas beijei-lhe os lábios [...] - Pág. 222

Nota: