25 junho 2015

Resenha: Carrie, a estranha - Stephen King


Sinopse: Carrie, a Estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas sem motivo algum, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.
Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie acaba caindo em uma armadilha feita por colegas e é então que descontrolada e tomada pela fúria Carrie começa a se vingar de todos. A vingança vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.


Impressões: Sempre tive curiosidade de ler os livros de Stephen King, mas nunca peguei nenhum para ler até que resolvi ler Carrie, a estranha. Assim como este foi o primeiro livro publicado por Stephen King, este foi o primeiro ( e único ate momento) livro dele que eu li.
De início pode-se achar ate a cena inicial bizarra e absurda, como assim um garota pode ser tão ingênua a ponto de nem mesmo saber o que era uma menstruação? Afinal, se uma garota não aprende isso em casa, a escola vai ensina-la. Mas conhecendo Carrie White e toda a sua vida, chega a ser imaginável. Carrie é uma menina doce e atrapalhada, cheia de boas intensões. Mas sua mãe é uma religiosa fervorosa e que tem concepções um tanto quanto exageradas. Criando Carrie assim e com limitações, seus colegas de escola e todos os habitantes da cidadezinha de Chamberlain não poderiam deixar de achar que a pobre menina era estranha.
Adorei como o livro foi narrado com pedaços de estudos que teriam sido feitos sobre Carrie, entrevistas e ate narrativas de outros personagens contando sobre o que aconteceu nos dias que precederam o desastre e sobre a vida de Carrie no geral. 
Quando Carrie resolve enfrentar a mãe e fazer coisas que jovens como ela deveriam fazer, deixa uma pontada de esperança de que tudo ficaria bem, de que a garota triste teria uma boa vida e que ela daria a volta por cima, mas não é isso que acontece. Alguns personagens tem papel fundamental para isso. Tudo parecia estar dando certo para Carrie, ela estava tendo uma noite maravilhosa e estava fazendo amigos, mas quando cai em uma armadilha feita por colegas que queria se "vingar" dela, é a gota d'água para que ela perca controle sobre seus poderes e sobre si mesma para se vingar de todos.
Após ler o livro pode-se refletir o que seria de Carrie se não tivessem armado contra ela, mas depois você pensa que talvez ela tivesse perdido o controle quando chegasse em casa. Muitas coisas devem ser levadas em conta. Além da escrita brilhante, pode-se concluir também que a personagem de Carrie te faz torcer por ela, para que tudo de certo. E quando tudo da errado, você simplesmente não pode odia-la, pois fizeram Carrie se tornar um monstro e na verdade ela era apenas uma vitima.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário