23 janeiro 2016

Resenha: Gatos Sortudos - Juliana Bussab e Susan Yamamoto


Título: Gatos Sortudos - Histórias emocionantes de bichanos resgatados.
Autoras: Juliana Bussab e Susan Yamamoto.
Editora: Livros de Safra.
Número de Páginas: 226.
Sinopse:
Quem não gostaria de ter um gato de botas como aliado? Volte a infância e lembre o que o gato de Charles Perrault, herança do filho mais novo do moleiro, conseguiu a ele em troca de um par de botas e um saco. Ficamos adultos e vai-se longe a possibilidade de casar com uma princesa, ter um castelo, ficar amigo do rei. Mas se gatos de botas não existem de verdade, existem os Gatos sortudos.

As histórias deles em vários casos se aproximam de um conto de fadas, tem pelo menos um final feliz e muitas emoções no seu desenrolar. Descubra o que se passou com a Chica, que caiu do sétimo andar e tendo por isso ficado paraplégica e encontrado uma protetora que lhe deu ajuda e carinho e hoje compartilha muitos momentos felizes. Ou então com o Ozzy que teve dificuldades para aprender a andar, comer ou usar a caixinha, mas superou tudo isso, já foi até entrevistado em programa de televisão e está todo bonitão aqui na capa do livro.

Além deles têm a Pietra, a Emília, o Romeu e vários outros cujas histórias vão lhe emocionar e fazer rever um pouco da relação dos homens com os felinos e com os animais em geral, entender porque ocupam um papel tão importante na vida contemporânea. Se você já tem um gato, sabe do que estamos falando, vai encon- trar aqui um pouco do que vive com seu bichano. Se está apenas pensando em encontrar um companheiro, mas ainda tem dúvidas, melhor não ler este livro. Se continuar a leitura, é certeza que terá em breve um novo habitante na sua casa.

Se além de belas histórias de gatos e gente, quiser também conhecer a história de gente que se mobiliza de verdade pelos gatos, é só ler o anexo do livro com o histórico da ONG Adote um gatinho. Ah, todos os direitos autorais se transformarão em recursos para que o trabalho não pare!

Crítica: 

Gatos Sortudos é um livro que trás varias histórias de gatinhos resgatados, como sobreviveram, de onde vieram, os problemas que enfrentaram, como superaram tudo... Estes gatinhos são Pietra, Chica, Boludo e Bolota, Paquita, Chico, Emília, Bibi e Bobó, Preferida e Predileta, Ozzy, Magoo, Romeu e Joliet.

Estes gatinhos são guerreiros e passaram por poucas e boas até serem resgatados por Juliana, Susan e o pessoal da ONG Ajude Um Gatinho (AUG). Muitas coisas a gente até se espanta de saber que acontece.

Tem gatinho que ficou paraplégico porque foi atacado por cachorros, também tem quem ficou paraplégico porque caiu de um prédio (é amigos, se engana quem acha que os gatos sempre caem em pé) e também quem levou paulada de um vizinho e ficou paraplégico.

Tem gatinho que quando recém nascido foi pego por crianças para brincar e acabou com graves problemas neurológicos, se não fosse pelo resgate ele podia estar morto.

E existem gatinhos que passam fome pois são acolhidos por colecionadores de animais. Sabe o que são colecionadores de animais? Colecionadores são pessoas com problemas psicológicos e precisam de um tratamento. Eles recolhem animais na rua e levam para casa sem ter condições de cuidar, na maioria das vezes não podem cuidar nem de si mesmos. Os levam achando que estão fazendo um bem para os bichinhos, mas na verdade não estão. Essas pessoas querem suprir algo e acabam acumulando animais e os deixando morrer de fome. Eles dizem estar ajudando, mas também não os deixam ser adotados, pois acham que ninguém vai cuidar deles.

Gatos tem problemas renais e isso é mais frequente do que imaginamos, e não tem idade, gatos jovens podem ter esse problema. Sabia que gatos morrem de saudades do dono? Eles não são tão insensíveis igual as pessoas 'pintam' eles.

O livro mostra bem como o ser humano pode ser cruel e insensível com os pobres animaizinhos. No final também tem um anexo que conta sobre a ONG, como surgiu, os desafios, as conquistas e outros casos que não foram contados no decorrer do livro.

Um sentimento sobre esse livro: MUITO AMOR! Eu me apaixonei completamente por esse livro, devorei em 2 dias. Eu amo animais, tanto gatos como cachorros e tenho duas gatinhas. Saber a história desses gatinhos e ver como algumas não tiveram final feliz e que isso acontece todos os dias, me partiu o coração. Fico pensando se esse não poderia ter sido o fim de uma das minhas bebês? A Minerva com 45 dias perdeu a mamãe que foi atropelada, nós já iriamos adota-la, mas isso fez com que fôssemos adota-la antes do previsto. Pérola foi a segunda a ir lá pra casa, em uma viagem ao interior nos ofereceram ela, ela era bem pequenininha, diziam que ela tinha 45 dias, mas não tinha... Não tinha cara de ter tudo isso, tinha no máximo uns 30. Acho que queriam se livrar logo dos filhotes. Parecia uma etezinha, hahaha, de tão pequenininha e aqueles olhões azuis (que hoje são amarelos). Minhas gatas, apesar de serem as gatas mais lindas do mundo (ao meu ver) não são de raça. Minerva é tricolor, rajada de cinza, amarelo e branco, com olhos verde claro. Pérola é branca, mas tem manchas cinza e amarelo no rosto, e um desenho de coração na lateral. São lindas, mas será que outras pessoas iriam querer elas por não terem uma aparência convencional? Eu não sei, mas agradeço por elas serem minhas. 

Um dos momentos chameguinho dos meus bebês.

A Bia também aqui do Cantinho Cult, é uma gateira assumida. Um dia ela e sua família ouviram miados vindo da caixa da bomba d'água e foram lá ver o que era. Lá chegando encontraram três gatinhos e a mãezinha deles não estava lá. Eles logo se apaixonaram e trataram de cuidar dos bebês, Salém (que infelizmente devido a maldade humana desapareceu), Minerva (sim, Bia é imitona, mentira foi o irmão dela que escolheu) e Cheetarah. Esses três gatinhos, hoje são dez. É muito amor não é mesmo?

Alguns dos gatinhos da Bia, tenho que ressaltar que sou apaixonada pela Cheetarah.


O livro também me fez refletir, e MUITO. No anexo tem um conto que eu já conhecia desde criança e várias vezes esbarrei com ele na minha vida. Neste conto, é a estória de um escritor que vê um jovem jogando estrelas no mar para tentar salva-las de torrar no sol e morrerem. E o escritor acha tudo um absurdo e questiona o jovem, já que ele jamais conseguiria salvar todas as estrelas do mundo. E o Jovem diz que para aquelas estrelas, ele faria a diferença. Eu já estava refletindo muito antes, mas depois de reler esse conto, refleti mais ainda. Amo os animais, digo que odeio a injustiça que eles sofrem, mas o que eu faço para mudar isso? O que eu posso fazer para ajudar? Acho que eu vou pensar muito mais nisso agora e tomar atitudes para ajudar de alguma forma. Mas de uma coisa eu tenho certeza, quando eu tiver minha casa eu adotarei quantos gatos e cachorros eu puder sustentar, dar um lar para essas alminhas maltratadas pelo mundo.

Já deu para notarem que eu amei o livro não é mesmo? Recomendo para todos que gostam de animais. A leitura não é chata, mesmo sendo não ficção. Juliana e Susan souberam escrever muito bem e deixar a leitura leve e gostosa. Adorei ter as fotos dos gatinhos para identificar cada um deles. E amei a introdução escrita pelo Ozzy, foi a coisa mais adorável de todas. A capa do livro é adorável e todo o material é de alta qualidade.

Todos os lucros da venda do livro serão doados para a ONG Adote Um Gatinho. Se estiver interessado em adotar um felino ou em ajudar acesse o site da AUG.

Um dia, comentando isso com a Laura Gallucci, gateira e amiga, ela disse: " os gatos não tem sentimentos de auto-piedade. Não ficam na cama se lamentando do que lhes passou, das tragédias que sofreram; os humanos, sim". E era a mais oura verdade, a Chica nunca deu a mínima de que não podia mais andar. -Pág. 49
Gatos são catalisadores de energia! Eles recebem a energia ruim que está na sua casa ou em você, filtram, e depois precisam de um tempinho, quietinhos, para liberar o que absorveram. -Pág. 88
Somos como o jovem do conto da estrela do mar. Sonhamos salvar todos, mas, por enquanto, para os quatro mil que salvamos, para esses fizemos a diferença. -Pág. 222
Nota:
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Olá :)
    Sou completamente apaixonada por felinos <3 E amei a dica de livro, desconhecia a história e amei a ideia de gatos guerreiros e achei demais a ideia da ONG, dica anotadíssima!

    Amei conhecer seu cantinho e já estou seguindo!
    Beijos,

    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu não sei por que, eu não gosto muito de gatos, prefiro cachorros. Mas os mas
    os tratos ao animais, seja ele qual for, é uma prática suja!
    Nunca tinha ouvido falar dessa ONG, mas de fato elas fazem um ótimo trabalho!
    Beijoss!

    www.apenasmais1livro;blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Preciso desse livro. Eu amo gatos mas nunca li nenhum sobre, então esse deixou-me muito interessada.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  4. Oi, oi!
    Adorei a resenha e a temática do livro. Não conhecia :/
    Muitas coisas que você comentou eu nem fazia ideia. Acreditava piamente que gatos são insensíveis, mas quem diria que morrem de saudade dos donos? Sempre achei que isso foi mais atitude de cachorro, sabe?
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu sou apaixonada por animais, tinha 2 gatos que precisei dar para minha cunhada quando me mudei, e tinha uma gatinha que ficou comigo por doze anos, ela morreu com câncer e fico muito triste quando vejo algum livro ou filme com animais, pois lembro dela. Eu achei a história desse livro interessantíssima e com certeza muito emocionante, eu não conseguiria ler mas é uma história com um tema forte. Eu fico revoltada quando vejo injustiças com animais e me parte o coração. Eu fiquei muito interessada na leitura, mas acho mesmo que não conseguiria ler.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Que livro comovente.Gostei bastante de como o livro traz o conteúdo, mostrando toda a jornada do felino. Imagino como não fica o coração com esta leitura, principalmente para quem ama gatos. Confesso que gosto de gato de longe, acho uma gracinha, mas não tenho em casa. Eu e meu filho tem Renite. Mas a maioria das minhas amigas tem e amam. Anotei a dica para presentear uma delas.

    beijos
    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas ele parece ser tão lindo ♥ Amo animais, mas não sei se o leria *-* Só de ver relatos e imagens de animais que foram abandonados, maltratados e deixados à própria sorte já tenho vontade de chorar, me sinto impotente por não poder ajudá-los *-* Já tinha ouvido falar desses colecionadores, mas somente em filmes e séries. Parece ser um livro lindo, mas eu não sei se o leria :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2016/01/lancamentos-janeiro-editora-arwen.html

    ResponderExcluir
  8. Oi Pamella, meudeus que livro mais amor! Eu sou suspeita de falar pois sou apaixonada por gatos, eu tenho uma gatinha que é meu xodó e não consigo imaginar nada de ruim acontecendo a ela. Então com toda certeza eu daria uma chance a esse livro que só pela sua resenha já me cativou!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Pamella
    Nossa, esse livro parece mesmo ser muito amor! Assim como você eu amo os animais, e apesar de só ter cachorros, já tentei ter um gato, mas eles não se acostumaram rs
    Não conhecia esse livro, mas amei saber sobre ele e que você gostou. Claro, vou querer ler ainda.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ei Pamela!
    Que gracinha esse livro... só de ter visto que o lucro dos livros será a ONG tudo mudou na minha cabeça. Eu sou uma dessas pessoas que "pintam" os gatos como vilões, mas não me culpe, tive algum trauma na infância com gatinhos. Apesar de achá-los lindos e fofinhos, tenho um medo gigantesco, gosto apenas pela tela do celular/pc. Acho linda a iniciativa de escrever um livro contando a história da vida desses bichinhos, eu, por exemplo, não sabia sobre esses colecionadores, mas já vi histórias de gatos que morreram por ficarem muitos dias sem comida ou sem cuidados higiênicos... é triste saber que pessoas assim mal sabem que estão doentes, não se tratam.
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que texto lindo! Aqui em casa temos uma gatinha, ela foi adotada, ela tem apenas um olho, já que a maldade humana a fez perder um...somos loucos por ela! Fiquei encantada com esse livro e fiquei louca para ler...E amei sua resenha, muito doce...Fico feliz em saber que existem pessoas que amam animais e que fazem de tudo para salva-los...Beijos!


    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  12. Ai, adorei uma gatinha esse mês, e estou in love com ela. Coloquei o nome de Tonks, pena que ela ainda não está totalmente confiante na gente sabe? Ela só deixa fazer carinho ou pegar no colo quando ela quer, rs. Por isso me interessei bastante pela obra, pois acho incrível conhecer a história de cada gatinho desses, pelo que eu vi, algumas bem tristes né? ;/
    Amei a resenha, ainda não conhecia a obra, mas quero muito ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Eu amo gatos, são animais extremamente perceptivos e, ao modo deles, são muito carinhosos. Adorei a ideia do livro, pena que algumas histórias não tiveram final feliz, né? Mas infelizmente isso é assim, vemos animais maltratados todos os dias. Adorei a dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir