24 fevereiro 2016

On My TV: House M.D. (1ª Temporada)

21052284_20131023200850526.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Título: Dr. House (House, M.D.).
Canal: FOX (USA) / Universal Channel e Rede Record (BR).
Nacionalidade: Estados Unidos.
Ano de Lançamento: 2004.
Elenco principal: Hugh Laurie, Robert Sean Leonard, Jesse Spencer, Omar Epps, Jennifer Morrison, Lisa Edelstein.

18741347.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Sinopse:
O cientista House (Hugh Laurie) é especializado em infectologia e nefrologia, realiza excelentes diagnósticos mantendo uma postura cética, distanciada e até mesmo mau humorada com os pacientes do fictício hospital de Princeton-Plainsboro. Ele trabalha com uma equipe de médicos selecionada de acordo com critérios duvidosos na busca de soluções para os piores males relacionados à saúde.

18741366.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Trilha Sonora:
Muitas pessoas não sabem, mas a música tema da abertura que conhecemos é diferente da americana (a não ser que você tenha visto em inglês, então você conhece a original). A música é a mesma, Teardrop (Massive Attack), mas os arranjos são diferentes. O arranjo americano se mantêm um pouco mais similar à música original, enquanto a versão que conhecemos, que é a europeia, e na minha opinião, a melhor. Na Singapura, a música de abertura também é diferente. As mudanças são poucas, mas o charme muda completamente.

3b1a6f544f8359370b6fb718b7ebc4b1.jpg

Curiosidades:
Em seu escritório, o Dr. Wilson, personagem de Robert Sean Leonard, possui pôsteres de filmes como Gente Como a Gente (1980), A Marca da Maldade (1958), dirigido por Orson Welles e Um Corpo Que Cai (1958).

Robert Sean Leonard foi o primeiro ator selecionado para o elenco.

O protagonista Hugh Laurie fez teste para o papel de Dr. House por vídeo, em um banheiro de hotel na Namíbia, onde estava gravando O Vôo da Fênix (2004). O ator contou que foi o único local encontrado com iluminação suficiente.

As tomadas aéreas do hospital correspondem na verdade à parte de trás do Primeiro Centro de Estudantes na Universidade de Princeton.
Watch-Online-House-MD-season-1-All-Episodes.jpg

Crítica:
A série se passa no hospital escola de Princeton e foca principalmente na equipe especial de diagnósticos, formada por Allison Cameron (Jennifer Morrison) que é imunologista, Eric Foreman (Omar Epps), o neurologista, Robert Chase (Jesse Spencer), que é um cirurgião e cardiologista (achei um pouco demais para uma criatura tão jovem… Com 30 anos as pessoas estão acabando a faculdade de medicina) e claro, o Dr. Gregory House (Hugh Laurie), Nefrologista e especializado em doenças infecciosas.

House é o “cabeça” da equipe, porém também é o médico mais problemático do hospital, e por alguns simples motivos: Ele se recusa a entrar em contato com pacientes (ou seja, detesta fazer clínica médica), não usa jaleco, é viciado em seu remédio para a dor na perna e tem uma personalidade bastante difícil de se lidar. Logo no primeiro episódio temos Lisa Cuddy (Lisa Edelstein), a diretora do hospital obrigando House a trabalhar na clínica médica. Também somos apresentados ao Dr. Wilson (Robert Sean Leonard), melhor amigo de House.

Cada episódio tem uma história única, de começo e fim no mesmo, porém, para bom entendedor de séries, sabemos que não é bem assim, já que a história de plano de fundo é continuativa e perder um episódio pode mudar tudo, principalmente se for um dos episódios finais, que são cruciais para a trama de fundo.

18465640.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

O que falar da renomada série House M.D., a série queridinha do meu pai? Apesar de ser umas das séries médicas mais faladas, não achei tudo isso. É muito boa sim, tem planos de fundo legais com certeza, mas ainda não achei que é a cereja do bolo de séries médicas (e acredito que Grey’s Anatomy também não é, mas não vem ao caso).

Gostei muito de ver uma outra série da Jennifer Morrison, que conheço de Once Upon a Time e fiquei surpresa de ver que Robert Sean Leonard é aquele Robert S. Leonard de Sociedade dos Poetas Mortos. Sério, eu custei para perceber que eram a mesma pessoa. Tirando esses dois, claro que eu adoro Hugh Laurie, que já conhecia de imagens da série, do filme dos 101 dálmatas e de um episódio de Friends.

O que mais gostei em House, como dito anteriormente são as histórias de fundo. O que aconteceu com o House? Qual a história de vida de Cameron, Chase e Foreman? A cada episódio, por entre os casos médicos, vamos descobrindo mais sobre a vida dos personagens e isso fez com que eu me apegasse um pouco a eles (e como “shippadora” de primeira, obviamente imaginei House e Cameron como um casal). Meu episódio preferido é, sem sombra de dúvidas, o Three Stories.

House-Se01Ep01_002.jpg

Já o que não gostei muito é o fato de em 80% dos episódios, o paciente entrar em choque. Em alguns, beleza, mas eu quase todos, fica um pouco chato. DETESTEI o Vogler, personagem chato que só serviu pra tornar o enredo massante e repetitivo com essa insana vontade dele ferrar o House… Parecia uma criança. E bom, soltando um spoiler de leve, House vai quase sempre errar antes de finalmente acertar a patologia e por diversas vezes vai quase matar o paciente. Ou seja, mais repetições.

No mais, quem ama séries médicas, pode se jogar. Os casos são muito interessantes, principalmente a forma como são abordados, mas quem está em busca de uma série médica inovadora, melhor deixar esta passar. House M.D. (a.k.a Dr. House) tem a primeira temporada disponível na Netflix.

18741342.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg


Nota:
May the force be with youThat's all, folks!

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário