30 março 2016

Resenha: Desencontros e Desencantos - Nathalia Batista


Título: Desencontros e Desencantos
Autora: Nathalia Batista
Editora: Chiado Editora
Número de Páginas: 256
Ano de Lançamento: 2016
Livro cedido  pela editora.

Sinopse:

A Inglaterra, do início do século XIX, é palco de um romance repleto de paixão, dor, encontros, encantos, desencontros e desencantos. O romance é composto por pessoas e com elas, tudo o que há de pior e de melhor no ser humano. São sentimentos explorados em uma cadência lenta nas fases mais difíceis da vida de uma mulher. Suzanne é uma doce e ingênua moça de dezessete anos, cercada e castigada pela maldosa Veronika, de quem era dama de companhia. A vida tem seu próprio jeito de ensinar aos ingênuos e proporciona um longo e árduo caminho a menina em meio a uma sociedade onde respeito e posição não raramente eram construídos com crueldade, inveja, mentiras, intrigas e vingança.
Crítica:

Em Desencontros e Desencantos somos apresentados a Suzanne Black. Suzanne mora e foi criada pela família Hampton. Quando tinha 6 anos, sua mãe que era dama de companhia da Sra. Hampton veio a falecer e fez com que a Sra. Hampton prometesse cuidar da menina. Então Suzanne passou a ser dama de companhia da detestável Veronika, filha da Sra. Hampton. Foi educada juntamente de Veronika pela Srta. Mary Hancock que a ama como a uma filha, porém precisa ir embora para tratar de alguns assuntos de família, mas promete que correndo tudo certo voltaria para buscar Suzanne.

A Sra. Hampton sente que não lhe resta mais muito tempo de vida e quer que antes que morra Veronika e Suzanne estejam casadas, para poder ir em paz sabendo que a filha estava cuidada e que havia cumprido a promessa que fez a mãe de Suzanne. Por isso, deixam sua casa no interior para ir a Londres, onde pretende debutar as garotas para arranjarem um marido.

No meio disso tudo, Suzanne acaba conhecendo o Marquês Alexander Radcliff, cuja mãe quer muito vê-lo casado e por isso insiste que ele vá a bailes e ele apesar de não querer se casar, faz as vontades da mãe. Quando os dois se conhecem é encantamento no mesmo instante e em poucos dias estão compleamente apaixonados e querendo se casar. Mas a inveja corrói Veronika e ela é capaz de fazer tudo para que os dois não fiquem juntos.

Suzanne é uma moça contida, muito bem educada e amável, tem todas as qualidades que uma moça da época deveria ter, além de ser incrivelmente bonita. Veronika é mimada, chata, insuportável, invejosa e tem um coração ruim e amargurado, eu comparo muito a Veronika com as irmãs malvadas da Cinderela. Sra. Hampton é uma mulher velha de saúde debilitada, ela se afeiçoou mais a Suzanne do que a própria filha, e apesar de se preocupar muito com o futuro de Veronika, ela não consegue demonstrar nenhum amor e não tem muita paciência com ela. Alexander Radcliff é um homem inteligente, educado e amável, mas também é muito ciumento e isso o atrapalha muito. Duque Underwood é o homem mais honrado que vamos conhecer neste livro e não tem como não se simpatizar com ele, sem contar que ele tem um papel importante na estória. E por último, mas não menos importante, temos Mary Hancock uma das pessoas mais sábias da estória.

Este livro foi muito surpreendente, comecei a lê-lo achando que seria algo, mas a estória se encaminhou para tomar um rumo completamente diferente. E demonstrou ter uma trama densa e muito bem desenvolvida. Quando achei que as coisas estavam corridas demais, eu percebi que não era ali que a estória terminava e ainda tinha muito mais. Apesar de achar que o romance de Suzanne e Alexander ocorreu muito rapidamente, pelas minhas contas mais ou menos uns 5 dias para se apaixonarem, não posso culpar pois naquela época as coisas eram assim mesmo. E a própria Sra. Hampton esperava que as meninas estivessem casadas até o fim do verão. Sem contar que ainda tinha muita coisa para acontecer.

Achei interessante que a maioria dos capítulos faz uma analogia ao título como por exemplo o último capitulo que se chama 'Encontrando e Encantando'. Outra coisa bem legal do livro é que ele não mostra apenas a beleza de Londres e dos bailes, mas também fala da miséria lá existente e sobre o que acontecia com as pessoas que viviam nesta miséria.

A diagramação é bem simples e bonita, com folhas amarelas que não pesam em nada a leitura. A capa é maravilhosa, adorei que os livros da Chiado agora vem com a logo estampada e a qualidade desse livro é incontestável.

Porém uma coisa que pesou muito é que achei vários erros de revisão durante a leitura, palavras faltando uma letra, por uma vez o nome de Veronika foi escrito com c, o nome de Suzanne já apareceu 'Suzzane', o nome do Marquês que inicialmente foi apresentado como Radcliff nas últimas 100 páginas passou a ser Radcliffe... Também achei um pouco estranho não haver hífen para demonstrar que a fala se encerrou e escrever de que maneira o personagem falou aquilo, simplesmente costuma estar tudo junto. Além disso algumas falas de diferentes personagens apareciam juntos no mesmo parágrafo. Entretanto essas duas últimas coisas que citei sobre a fala podem apenas ser o estilo de escrita da autora. Mas nada disso me impediu de apreciar a leitura e de me encantar com o livro.
A triste cena ficara para trás, mas não para Suzanne, em cuja mente ficará gravada para sempre. Jamais imaginara deparar-se com tamanha miséria em sua vida! Queria correr de volta para a casa que aprendeu chamar de sua, mas sabia que até pensar nisso lhe era proibido. Então tentou fazer como as outras, não ver. Mas estre o tentar e o conseguir sempre existirá mais do que um pequeno espaço de tempo. - Pág. 29
Suzanne pensou em como estava feliz. Nunca havia sido tratada com tanto carinho, exceto pela Senhorita Hancock. Pensou que se um dia viesse a constituir família, que gostaria de se casar com um homem como o marquês, bonito, elegante, mas que, antes de tudo, a fizesse se sentir como alguém especial. - Pág. 95
"Confio demais na interferência divina e no destino que nos é traçado". - Pág. 183
Nota:
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Oi Pamella! Amo ler romances históricos e achei linda a capa desse livro! Gostei muito da sua resenha e fiquei com muita vontade de lê-lo. Porém, quando você falou nos erros de revisão, geralmente quando encontro um livro com muitos, fico desconfortável com a leitura. Mas se a estória for interessante, continuo lendo. Beijos.

    Um Rascunho a Mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente muio erros são desconfortáveis mesmo, mas como a estoria é maravilhosa não me atrapalhou em nada.

      Excluir
  2. Olá, gostei muito de sua resenha. Agradeço muito pelas observações, realmente não teve a revisão que deveria,contei apenas com um amigo com boa vontade. Espero corrigir esses erros para a próxima edição, desde já muito grata por sua palavras. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Uau eu não esperava você por aqui comentando! Fico muito feliz que tenha gostado da resenha, eu realmente gostei muito do livro e realmente me encantou a estoria. Ah essas coisas acontecem, erros acabam passando despercebidos algumas vezes. Mas na próxima edição espero que esteja tudo ok. Muito sucesso para você e espeeo que escreva mais livros.

      Beijinhos!

      Excluir
  3. Romances históricos ou de época são lindos né? Pelo que notei Suzane sofreu um pocado para ter seu final feliz.
    Adorei a capa do livro, por ser da Chiado imagino que o livro seja ótimo.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Oi, é uma pena que tenha erros tão bestas. Bom, não conhecia o livro, mas ele não me chamou a atenção, vou pesquisar mais sobre ele.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bom? Não conhecia esse romance de época, me interessou muito! Uma pena que tenham tantos erros de revisão né?! Isso chegou a atrapalhar muito na leitura? Os personagens me chamaram muito a atenção então, sugestão anotada! Parabéns pela resenha!


    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  6. Olá , amo romances e históricos e de época li poucos porém amo o enredo e tudo que os envolvem em um todo , achei bem bacana e chamativa a premissa desse livro despertou em minha curiosidade. Parabéns pela resenha ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi, Pamela, tudo bom?

    Eu normalmente não gosto de romances, principalmente históricos, mas confesso pra você que achei essa história um tanto quanto interessante. Não sei se leria ou não... Acho que valeria a pena ler pra conhecer o gênero. Fico feliz que você tenha gostado, mesmo com os erros de revisão.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Já não é um tipo de história que eu curta muito, mas o que me fez realmente desistir do livro foram os erros de revisão. Isso me deixa completamente obcecada, não consigo nem prestar atenção no que estou lendo, e como chega ao ponto de ter até falas de personagens diferentes num mesmo parágrafo tenho certeza que eu ficaria louca... hehe... Mas que bom que o livro te surpreendeu!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Olá, não conhecia essa obra, não sou muito fã de romances, mas achei esse interessante. A capa é mesmo linda e sua resenha focou incrível...parabéns!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  10. Que livro interessante, os romances de época bem ganhando força e espaço, oq eu é maravilhoso pois eu Amo livros assim. Adorei sua resenha e vou procurar o livro pois quero muito ler

    ResponderExcluir