06 outubro 2016

Resenha: A Face Inversa do Amor - Rafaela Perensin Rabelo


Título: A Face Inversa do Amor
Autora: Rafaela Perensin Rabelo
Editora: Bartlebee Editora
Número de Paginas: 171
Ano de Lançamento: 2016
Livro cedido em parceria com a autora.

Sinopse:
A única certeza que temos na vida é a existência da dúvida. A indagação que permeia nossa mente e nos faz proferir aquelas simples três letras, que juntas são capazes de induzir um complexo portfólio de sensações E se?.

A face inversa do amor é uma história se passa em Houston, uma cidade do Texas e retrata várias histórias interligadas por laços familiares, amorosos e profissionais, demonstrando o contraste entre atitudes pautadas pelo amor e pelo ódio.

Rejeição, segredos, amor e vingança são as chaves dessa trama que envolve Annie Macroff, uma jovem repleta de impressões e sensações que terá de pagar pelos erros de um passado que ela desconhece.

Conheça a história de alguém que se sentia ninguém e tente decifrar quem tem a razão nesse jogo de reversão de culpa.
Critíca:

A Face Inversa do Amor nos trás diversos personagens e estórias moradores de Houston (Texas), que de alguma maneira acabam estando entrelaçadas, sejam por laços de amizade, amor ou familiares. Inicialmente conhecemos a jovem Annie Macroff, uma adolescente tímida, meiga, inteligente e amante dos livros. Annie é a filha mais velha de uma família milionária, tinha tudo para ser feliz com seus pais William e Lizze Macroff, e seu irmãozinho Mark. Mas os pais a desprezam e não lhe dão atenção, carinho ou amor. William é um homem que ama seu trabalho e esta sempre pensando nele, e claro em alguém que esta nele... Lizze é ambiciosa e inescrupulosa, é capaz de fazer tudo para alcançar seus objetivos. Mark é um menino doce e amoroso, amado por todos e recebe todo o amor e devoção dos pais.
Ela era tão forte e inabalável que, quando estava sozinha no seu quarto, esvaziava sua mente e escrevia algumas linhas depressivas na tentativa de conter sua aflição. Escondia sua decepção em um sorriso, sua tristeza com o silêncio, sua infelicidade com o brilho no olhar. Todos olhavam para ela querendo ser fortes como ela era; ela olhava para todos, admirando a coragem que tinham: coragem de ser 'fracos'. - Pág. 16
Temos também Ellen e Martin Scott, amigos da família Macroff. Este é um casal muito querido, eles sonham em ter filhos, mas ainda não conseguiram e pensam muito em adotar. Ellen é uma das pessoas que mais gosta de Annie e adoraria tê-la como filha e poder lhe dar toda a atenção e carinho que merece, mas sabe ela não pode ser sua filha. Martin ama profundamente Ellen e é capaz de fazer de tudo para ver sua amada feliz. Aléxia e Karen Scott, são irmãs gêmeas e irmãs de Martin. Karen é doce e delicada, e cativa a todos ao seu redor naturalmente e sem esforço algum. Aléxia é o oposto da irmã, é invejosa e faz de tudo para sabotar as coisas que possam fazer sua gêmea feliz.
Encontre alguém que te ame pelo que você é e não pelo o que você tem. Se sua felicidade estiver em lugares inusitados, não negue a si mesmo busca-la. Não deixe crescer em você nenhum sentimento negativo contra os outros, isso vai ferir mais a você do que a qualquer outro. - Pág. 47
Elizabeth Carter é secretária, braço direito e amante de William Macroff, ela odeia Lizze e seria capaz de fazer qualquer coisa para estar no lugar dela de esposa. Lincoln Baker quer muito um emprego com os Macroff, mas o que ninguém sabe é que ele tem um passado com Lizze e deseja muito se vingar. Portanto irá se unir a Elizabeth e traçar um plano para acabar com a vida de Lizze. O que ninguém sabe é que muitas coisas podem acontecer, surpresas, reviravoltas e coisas que ninguém poderia imaginar.
Ah, geração ordinária! Tanto segregam e ordenam que acabam corrompendo a ordem. Classificam por remuneração, sexo, raça e esquecem que a ordem humana é ser humano. - Pág. 100
O que falar desse livro que fez com que eu acabasse com os meus post-its favoritos? Amei! Sensacional! A escrita da Rafaela Perensin é incrivel, consegue nos prender do ínicio até o fim e nos surpreende a cada página com reviravoltas e revelações que não esperávamos. Fui cativada por diversos personagens, principalmente Annie, e me envolvi bastante na leitura. Não é um livro para quem espera apenas finais felizes, pois temos também os tristes e de partir o coração.
Preciso de você por completo... Se me contentasse com partes, não me entregaria por inteiro. - Pág. 107
Depois de ler o livro, se pode entender o porque da capa ser um banco de um balanço, adorei entender isso depois de ler. O material do livro é de excelente qualidade e adorei as folhas amareladas. A diagramação é linda e delicada, gostei bastante das frases no início do capitulo. Livro mais do que recomendado para todos que adoram uma boa trama!

Nota:
Enquanto o ser humano não é capaz de identificar a importância que o amor sincero exerce em sua vida, ele não é útil, é apenas um indivíduo composto por uma sequência de erros. - Pág. 170
Mas a verdade é que o amor puro não é só romantismo. O amor verdadeiro é aquele que te impele a fazer o bem e te restringe de fazer o mal, como uma bússola que lhe indica o caminho a seguir para amenizar as desavenças e criar laços fortes. É aquele amor fraterno, paterno, materno... Eterno. Infelizmente, nenhuma escola pode ensinar isso. É interior, é vivência, é prática. Mas uma coisa podemos aprender de imediato: a incapacidade de amar está no coração daqueles que se privam de viver. - Pág. 170
Escrever é transpor barreiras entre o real e o imaginário, é dar vida àquele sopro de pensamento habitante do seu subconsciente. Escrever é inspirar, é idealizar, é ser mais do que você se julga capaz de ser. - Pág. 170
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário