27 outubro 2017

Resenha: A Filha do Norte - Luisa Soresini (Volume 1)


Título: A Filha do Norte (Volume 1)
Autora: Luisa Soresini
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 496
Ano de Lançamento: 2015
Livro cedido em parceria com autora.

Sinopse:
Tudo começa quando Michelle e Meredith saem para ver as flores. Uma tempestade faz com que a bruxa perca Michelle de vista. A menina, desnorteada, sai em busca de ajuda e avista uma mansão enorme e antiga. Pensando que não mora ninguém na casa, Michelle entra no local para se abrigar e é surpreendida ao ser recebida por uma governanta tão sinistra quanto a casa, que a deixa com medo. Seu instinto lhe diz que há algo de errado, mas essa sensação passa quando entra na casa e se depara com um ambiente completamente diferente daquela fachada macabra que vira. O interior da mansão é maravilhoso, bonito e sofisticado, assim como os seus donos: os irmãos Vergamini.
O que Michelle não imagina é que às vezes é necessário ouvir nossos instintos. Ela está em perigo e talvez nem suas amigas, Elza e Meredith, as bruxas do Leste e do Sul, consigam salvá-la.
Assim que o livro começa, já conhecemos Michelle que está chegando a vila de Mafaldi. Ela procura por abrigo e encontra com Elza e Meredith, bruxas do Leste e do Sul que vivem disfarçadas na vila como Avó e Neta. Ela passa a viver na pequena vila e se torna muito querida por todos, pois é uma jovem doce e encantadora. Mas ela não pode ficar por muito tempo no mesmo lugar, algo em seu passado a perturba e ela tem medo. Ela precisa fugir.
 
Um dia, Michelle e Meredith saem para ver as famosas Flores da Luna, que desabrocham somente durante a noite  e é o sonho dela conhecer tais flores. No entanto, Michelle acaba se separando da amiga e perdida no meio da floresta. É então que ela acaba encontrando uma enorme mansão abandonada e caindo aos pedaços. Busca então abrigo contra a chuva que caía, onde conhece os 7 irmãos Vergamini: Frank, Wolf, Danton, Luka, Ethan, Christofer e Carl. Eles a recepcionam, a tratam muito bem, são lindos e galanteadores. Ela não faz ideia de onde está se metendo, e do que realmente está escondido na fachada dos Vergamini. Mas impossibilitada de ir embora, Michelle fará o possível para sobreviver e tentar sair da mansão. Mas será que no final de tudo ela vai mesmo conseguir ir embora?

Ai como eu me segurei para não sair dando spoiler e ter um ataque de fangirl aqui nessa resenha. Escrita, narrativa, estória e personagens cativantes! A autora foi muito criativa ao criar este livro que trás uma mistura bem gostosa que me lembra animes/mangás, O Mágico de Oz, terror e fantasia. Trás uma infinidade de personagens com características únicas e peculiares. Admito que a descrição dos Vergamini me lembrou um pouco o clipe Everybody dos Back Street Boys, hahaha,

Uma coisa bem legal, é que a personagem Michelle vê o melhor em todos, exceto em um ser desconhecido a quem ela sempre se refere como "monstro". Por causa disso, por mais que os Vergamini aprontem todas e mais um pouco, ela consegue enxergar neles o que nem eles mesmo enxergam mais. Admito que a autora me fez shippar a Michelle com todo mundo, menos o Carl que é uma criança e o Danton, por motivos de Danton, hahaha. Pela cartinha de Danton que veio junto com o livro, eu super imaginava que Danton seria cômico e que eu daria boas risadas com ele, mas a verdade é que ele dá medo mesmo, e que outros personagens é que serão responsáveis pela veia cômica da estória.

A diagramação do livro é linda com três pequenas rosas dos ventos separando a mudança de narrativa. Falando em mudança de narrativa, o livro não é narrado somente por Michelle, durante a leitura podemos desfrutar da narrativa de outros personagens e também conhecê-los melhor. Uma pequena coisa me incomodou, que foi não haver a divisão de capítulos, mas com a separação de narrativa também deu para haver essa quebra e pausa. A capa é linda, e quando chega o momento certo descobrimos que tem tudo a ver com a estória.

Nota:

Eu queria correr, queria me esconder debaixo das cobertas ou acordar desse pesadelo em um lugar melhor, no qual eu não precisasse fugir ou ter medo de ninguém. - Pág. 140
"Você está lidando com muitas coisas. Mas não se preocupe, você é forte o suficiente para lidar com elas!" - Pág. 219
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário