14 setembro 2018

Momento Popcorn: Para Todos os Garotos que Já Amei


Título: Para Todos os Garotos que Já Amei
Ano de Lançamento: 2018
Nacionalidade: EUA.

Elenco Principal: Lana Condor, Noah Centineo, John Corbett, Janel Parish, Israel Broussard, Andrew Bachelor, Emilija Baranac, Madeleine Arthur, Anna Cathcart e Trezzo Mahoro.

Sinopse:

Lara Jean Song Covey (Lana Condor) escreve cartas de amor secretas para todos os seus antigos paqueras. Um dia, essas cartas são misteriosamente enviadas para os meninos sobre os quem ela escreve, virando sua vida de cabeça para baixo. 


Curiosidades:
O filme Para Todos os Garotos que Já Amei é baseado em um livro de mesmo nome, escrito por Jenny Han.

Apesar de ser descrito como um "Original da Netflix", o filme não foi produzido por ela. A Netflix comprou os direitos de distribuição do filme em Março de 2018.

Jenny Han não participou do roteiro final. Porém esteve nos sets de filmagem dando orientações sobre os personagens para o elenco e para a equipe da produção. Ela fez até mesmo uma participação.

Lana Condor nasceu no Vietnã, mas foi adotada com poucos meses de idade por um casal americano, juntamente de seu irmão não biológico Arthur. Seu nome original era Tran Dong Lan, mas foi batizada nos EUA como Lana Therese Condor.

Além de Lana e Lara terem nomes parecidos. A atriz também escreve cartas sentimentais, é uma tradição da sua família de fazer isso quando estão brigados ou algo do tipo. E também ela tem dificuldade de se expressar quando um assunto a deixa muito emotiva.

Em todo filme rola alguns improvisos, e Noah foi responsável por alguns. Um deles é a cena do giro quando ele está com a mão no bolso de Lara Jean enquanto fingem estar namorando. Outro improviso, foi quando ele tirou a pipoca do sofá e iniciou uma guerra de travesseiros com a Kitty.



Crítica:
Lara Jean (Lana Condor) é uma garota de 16 anos, que vive com o pai (John Corbett), a irmã mais velha Margot (Janel Parish) e a irmã mais nova Kitty (Anna Cathcart). O pai está sempre trabalhando, mas tenta ser presente e até arrisca fazer jantares para as filhas, incluindo comida coreana, já que a mãe das meninas era coreana e portanto isso faz parte delas. A irmã mais velha sempre cuidou de Lara Jean e Kitty, porém ela está se mudando para a Escócia para fazer faculdade e por isso, essa responsabilidade passa para Lara.

E agora vamos ao foco do filme. Lara é muito romântica e além de ler muitos livros, quando ela se apaixona costuma escrever uma carta para aquela pessoa. Durante toda sua vida escreveu cartas para 5 garotos, porém nunca as enviou, sempre as manteve guardadas em uma caixa em seu guarda roupa. Até que um dia, elas somem e acabam entregues para os caras por quem ela já foi apaixonada. Entre eles, seu melhor amigo e ex namorado de Margot, Josh (Israel Broussard), e o ex namorado de sua ex melhor amiga, Peter (Noah Centineo).


Peter é o primeiro a ir atrás de Lara falar sobre a carta, dizendo que se sentia honrado pela declaração, mas que não correspondia. Ela explicou que não sentia mais nada por ele, mas para escapar de um dos caras, ela se joga nele e o beija. Mais tarde todos acabam falando com ela, com exceção de um garoto de um acampamento e Josh, de quem ela está fugindo como se sua vida dependesse disso, e ele é seu vizinho. No mesmo dia, ela acaba se encontrando com Peter, que vai atrás dela, e ela explica o porque de o ter beijado. Pensando nisso, ele propõe que os dois finjam um namoro, para que ele tenha a namorada de volta e para que Josh desista da ideia de que Lara Jean gosta dele.

Acordo fechado, Lara impõe algumas regras e eles fazem um contrato. A cada dia, fingir o namoro fica mais fácil e natural. Até que Lara começa a ficar com seus sentimentos confusos e pensar que está realmente apaixonada por Peter, porém ela tem medo de que ele não corresponda o que ela sente e que possa se machucar.


Um filme apaixonante, definitivamente. Logo no início do filme já somos apresentados a imaginação romântica de Lara Jean, o que é muito legal, pois mostra como "é" quando estamos lendo um livro. O filme tem humor na medida certa e adorei o fato de a cultura de onde ela vive, se juntar com a cultura que está dentro delas devido a sua metade coreana. Esses elementos fizeram tudo muito interessante. A relação da família Covey é realmente cativante, e cada personagem nos conquista de forma especial. O romance? Ah, o romance, é lindo e evolui gradualmente nos fazendo imergir naquela situação. Eu realmente adorei como Peter e Lara começam a se abrir um com outro aos poucos, e descobrem que tem bastante em comum. A forma como se apaixonam também é fofa, e durante o filme podemos ver como já gostam um do outro sem nem mesmo admitir.


Eu adorei o filme, ele me deixou com vontade de ler o livro, sim ainda não li o livro. Se o livro for tão delicioso quanto o filme, sei que vou amar. O filme estreou a pouco tempo na Netflix, e super recomendo que assistam se assim como eu, ama um romance adolescente com uma pitada de humor.

Nota:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário